O despertar do guardião

09/02/2018




Título: O despertar do Guardião - A saga da Legião Branca
Autora: Dáfne Freitas
Editora: Novo Século (selo talentos da literatura brasileira)
Número de páginas: 398
Sinopse: No pequeno planeta Gondorle o Capitão da Guarda Real, Héricles Adalberon, se vê diante de um dilema: manter-se ao lado do Rei e tentar proteger o reino, ou sacrificar sua carreira e manter a Princesa a salvo? Salvar o reino pareceria o mais óbvio, mas sua intuição lhe dizia o contrário. Teria que se aliar ao inimigo do reino nessa empreitada sem cabimento, e torcer para que seus propósitos fossem compreendidos. A história inicia-se com uma decisão difícil, que reúne pela primeira vez os personagens de uma trama muito maior. Enquanto aprendem a trabalhar juntos e confiar uns nos outros, estreitam-se os laços entre eles. E quando uma força estranha desperta, num incêndio monstruoso, eles descobrem que há muito mais em jogo do que apenas a busca pela salvação do reino. Uma narrativa envolvente e um enredo cheio de fantasia e mistérios. O Despertar do Guardião é apenas o início de uma aventura que desvendará os mistérios ao redor da Lenda de AVA, a Grande Legião Branca.

RESENHA


Bom, como é narrado em terceira pessoa, somos apresentados com momentos variados da vida dos personagens, mas que claro, sempre foca mais nos que são os principais. No início, nos vem então o rei Luca, de Gondorle, um planeta criado pela querida Dáfne - que arrasou neste quesito. Ele confia e "criou" Héricles, o capitão da Guarda Real, como um filho, por isto notamos a forte ligação entre os dois e a confiança mostrada desde o começo do livro, mas que... Bem, vai ser quebrada.
Héricles caminhou até o banheiro e lavou o rosto. Apoiou-se na pia e suspirou de olhos fechados. Tirou o casaco e a camisa do uniforme e os jogou no cesto de roupas sujas. Ele tinha uma decisão difícil a tomar. Por alguns segundos, olhou o seu reflexo no espelho, esperando que ele lhe desse uma dica, um sinal de qual caminho tomar. Mas nada. Somente seu rosto cansado. 
Héricles é um homem de caráter, que pensa nas pessoas que ele ama em primeiro lugar, que "sofre" - entre aspas, porque ele não liga para o que os outros falam dele, o que eu acho magnífico no personagem - certa pressão por causa do seu jeito certo e até um pouco rude. Esta pressão que falo, é justamente as pessoas criticarem e ainda ele ter a responsabilidade de agir da maneira certa sempre, já que em suas mãos está a Guarda Real, não é? 
E então surgem os outros personagens no decorrer dos capítulos, como a Si, a princesa que me surpreendeu e suas amigas, Carol e Bruna, que são irmãs. Estas mulheres me surpreenderam de forma maravilhosa, pois mesmo que a Carol tenha me irritado muito com sua grosseria e ar de superioridade para cima do Héricles - que acho massa quando dá uns foras nela -, ela me surpreendeu positivamente.
Mas, foras a parte e discussões engraçadas, nos vem então o Dimitri... Sempre com o ar sarcástico, o deboche, o ar de superioridade, a falsa coragem... Esse personagem é de querer arrancar os olhos. 
O enredo, como já dito na sinopse, nos traz o dilema de Héricles, que é justamente manter a confiança que o rei tem para com ele ou salvar a princesa Si de um futuro trágico. Héricles queria fazer o certo, queria poder achar outra saída, porém, a que mais fazia sentido mesmo, seria o sequestro da princesa e assim, mantê-la a salvo das mãos dos que querem sua morte.
Si ouviu o disparo ao mesmo tempo em que sentiu um braço forte segurá-la pela cintura, puxando-a para trás, e duas longas asas se fecharem em sua frente, protegendo-a do tiro que vinha em sua direção. 
Surgem então a Zira; Nova (meu amor!); Ambaris (amor da Nahh); Alexandre; Beto - que é irmão de Héricles; Shiloh (tigre lindo e amorzinho). Há muita coisa para ser falada sobre o livro, vocês vão surtar e se surpreender a cada nova página, não vão conseguir largar o livro!
Agora partindo para as entrelinhas... Sempre reflito com as mensagens que encontro e interpreto nos livros, então com este não foi diferente, e devo adiantar que o que o livro me passou foi lindo e uma surpresa. Sobre sacrifícios, amor, perdão, confiança e o principal: a amizade. Este livro me mostrou que amizades podem ser formadas no inesperado, com pessoas inesperadas e que o poder da amizade pode superar dificuldades e vencer o mal. Dáfne soube mesclar vários assuntos em seu livro de forma maravilhosa e que somente quem presta bastante atenção irá perceber. Os sacrifícios que os personagens tiveram que fazer, nossa... Me emocionei muito, principalmente com Carol, que se mostrou ser uma mulher muito forte e que luta para obter o melhor e salvar aqueles que ama.
O perdão foi tratado de forma suave e muito tocante, pois eu sei o quanto esta parte foi tratada no livro. Amei tudo, tudo e tudo! Dáfne sabe como prender o leitor.
O livro tem as páginas amareladas; não encontrei erros de digitação ou pontuação, somente há uma parte em que tem a troca do ela por ele, mas nada alarmante; nas orelhas tem uma citação e sobre a autora; a capa é linda e a fonte do título é maravilhosa; não há nada do que reclamar sobre a diagramação do livro, fizeram um ótimo trabalho!
Lembre-se: você é o Filho do Fogo. Ele nunca vai machucá-lo.
Dáfne, você me surpreendeu de forma incrível com seu livro. Quando comecei a ler, eu não fazia ideia de que ele seria tão bom e que se tornasse um dos meus favoritos. Surtei muito, fiquei comentando sobre ele com a Nahh (que surtou também), fiquei muito animada com as lutas descritas!
Parabéns, Dáfne, por ter criado um mundo tão magnífico e bem pensado, por ter criado personagens apaixonantes e um vilão que nos leva a querer entrar no livro e dar uns belos socos nele. Muito obrigada pela oportunidade de conhecer esta saga que está apenas no começo, mas que já considero bastante. 
- Eu amo você, rainha Si de Albuquerque. - Ele sorriu e a beijou.
Espero que tenham curtido a resenha, que tenham se interessado mais nesta saga, que promete ser incrível a cada novo livro. 





0










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que tal deixar a sua opinião registrada aqui no blog?! Nós ficamos muito felizes por saber o que você pensa e pela sua visita.
Comentários passam por moderação e são sempre respondidos! Caso queira ver a resposta, ative a notificação.